A inseminação intrauterina é indicada para o casal em que o homem tem uma alteração leve a moderada dos espermatozoides. Também é usada quando há uma pequena alteração, como endometriose leve, ou mesmo em situações em que não encontramos uma causa clara de infertilidade (infertilidade sem causa aparente). A inseminação intrauterina consiste na injeção do sêmen processado dentro do útero da mulher, utilizando-se um cateter delicado. O processamento seminal é a separação dos espermatozoides móveis daqueles imóveis, células imaturas ou restos celulares. O teste de gravidez é feito após 15 dias.

Seguimos todas as determinações da ANVISA.
Para os tratamentos, solicitamos os exames do check list, seguindo todas as determinações da ANVISA.
Se deseja saber quais são ou obter mais informações, clique aqui.