27 de agosto de 2020

Conheça as vantagens da Mini-FIV

Procedimento reduz custos e tem menos riscos de hiperestímulo

A Mini-FIV é um procedimento de reprodução assistida que segue o passo a passo de uma fertilização in vitro convencional, com a diferença de utilizar doses menores de hormônios que são administradas também de forma oral.

Por haver menos estímulo hormonal, o procedimento diminui a exposição da paciente ao hiperestímulo, complicação associada aos tratamentos de reprodução assistida, na qual há uma reação excessiva do organismo aos remédios utilizados.

Outra vantagem do procedimento, é que também possibilita a redução em até 40% do valor da medicação, em relação à FIV convencional, tornando-a mais acessível.

De acordo com o ginecologista Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Junior (CRM 80.719), a técnica da Mini-FIV, em alguns casos, obtém melhores resultados com o benefício de, do ponto de vista hormonal, o organismo desta mulher estar próximo ao normal.

“As pacientes que são candidatas a realizar o procedimento são aquelas que conseguem ter uma resposta adequada com menos medicação. Se você consegue estimular uma paciente com muito pouca medicação e ela tem 3 ou 8 óvulos, por exemplo, ela é candidata a usar a técnica”, explica ele.

Também é importante que esta mulher passe por consulta médica e faça exames para avaliar a idade e verificar se existe alguma doença associada à dificuldade em engravidar. Cada caso possui a sua especificidade, e precisa ser avaliado dentro de suas características.

O Centro de Reprodução Humana de Piracicaba está instalado no Hospital Santa Isabel, graças a uma parceria com a Santa Casa de Piracicaba.

Jornalista responsável: Arlete Maria Antunes de Moraes. MTB 0084412/SP.

Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Jr.
Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Jr.

Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Jr.

Ginecologista | CRM 80.719
  • Formado em Medicina pela Unicamp
  • Especialista em videolasparocopia e videohisteroscopia pela Febrasgo
  • Residência médica especializada em reprodução humana assistida e Endoscopia ginecológica pela Unicamp.
Saiba mais