26 de maio de 2017

Fertilização in vitro dribla casos graves de infertilidade

Casos graves de infertilidade podem ser superados com a fertilização in vitro. O tratamento é indicado quando as mulheres têm alterações tubárias, endometriose ou baixa qualidade dos óvulos ou os homens possuem alteração importante dos espermatozoides. A informação é do ginecologista José Higino Ribeiro dos Santos Junior, da equipe do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba.

“É um tratamento de alta complexidade em reprodução humana”, afirma o ginecologista, que explica o procedimento. A paciente é induzida, com estímulo de medicação, a ovular. Horas antes de ocorrer a ovulação, recebe anestesia geral de curta duração e, por via transvaginal, o ovário é puncionado e são coletados os óvulos.

No laboratório, é feita a seleção dos óvulos. Daí em diante, há dois procedimentos possíveis: no primeiro, os óvulos e os espermatozoides, também coletados em laboratório, são colocados num meio de cultura para que a natureza se encarregue da fertilização in vitro.

“Quando o homem possui um número muito pequeno de espermatozoides ou eles têm pouca vitalidade, utilizamos a injeção intracitoplasmática do espermatozoide”, relata o médico. Nestes casos, por meio de um micromanipulador, coleta-se o espermatozoide, que será injetado dentro do óvulo a força.

BAIXO CUSTO

O tratamento de fertilização in vitro é contemplado no Projeto Realize, do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba. O objetivo é oferecer aos casais que desejam ter filhos acesso a tratamentos de alta complexidade em reprodução humana, com baixo custo. Informações sobre a triagem de pacientes no site: http://crhp.com.br/realize

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Jr.
Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Jr.

Dr. José Higino Ribeiro dos Santos Jr.

Ginecologista | CRM 80.719
  • Formado em Medicina pela Unicamp
  • Especialista em videolasparocopia e videohisteroscopia pela Febrasgo
  • Residência médica especializada em reprodução humana assistida e Endoscopia ginecológica pela Unicamp.
Saiba mais