20 de abril de 2017

Quero doar óvulos

Quero doar óvulos. Como faço? “Este é um ato de solidariedade e a legislação brasileira permite apenas a doação de óvulos compartilhada”, esclarece a ginecologista Milena Elisa Goes Dias Silva, da equipe do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba. Ela explica que uma mulher em tratamento para engravidar pode doar parte de seus óvulos para outra que, em contrapartida, garante parte do custeio do tratamento.

Todas as ações, neste caso, são regidas pelo Conselho Federal de Medicina. De acordo com a Resolução nº 2.121/2015 do CFM, a doação não poderá ter caráter lucrativo ou comercial. “Os doadores não devem conhecer a identidade dos receptores e vice-versa. Será mantido, obrigatoriamente, o sigilo sobre a identidade dos doadores de gametas e embriões, bem como dos receptores. A idade limite para doação de gametas é de 35 anos para a mulher e de 50 anos para o homem”.

Milena destaca que a doadora contribui para que outras famílias possam realizar o sonho de ter filhos. Os óvulos doados são fertilizados com os espermatozoides do parceiro da receptora. Após a formação dos embriões, estes são transferidos para o útero da mesma.

“O tratamento com óvulos doados é indicado para mulheres que não possuem os ovários ou que estes não contêm óvulos ou podem ter óvulos, mas a qualidade não ser boa, o que é comum em mulheres com idade avançada, após tratamentos de quimioterapia e radioterapia”, explica a ginecologista.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

Dra. Milena Elisa Goes Dias Silva
Dra. Milena Elisa Goes Dias Silva

Dra. Milena Elisa Goes Dias Silva

Ginecologista | CRM/SP 141.626
  • Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Pós-graduação em infertilidade e reprodução humana pela Faculdade de Ciências médicas da Santa Casa de São Paulo/Projeto Alfa
Saiba mais