17 de outubro de 2016

Quando procurar um especialista em infertilidade?

Se o casal mantém relações sexuais sem proteção durante um ano e não consegue engravidar, está na hora de procurar um especialista em reprodução humana. O alerta é da ginecologista Milena Elisa Goes Dias Silva, da equipe do Centro de Reprodução Humana em Piracicaba.

A ginecologista informa que este tempo deve ser reduzido para seis meses quando a mulher tem 35 anos ou mais.

“O fator idade é importantíssimo para as mulheres. O problema de adiar muito a gestação é que a fertilidade feminina tem declínio importante depois dos 35 anos. Após os 37 anos, começa a piorar a qualidade dos óvulos e há uma maior incidência de alterações genéticas”, declara.

Nos casos em que há diagnóstico prévio de problemas, como endometriose, doenças pélvicas inflamatórias ou homens com baixa contagem de espermatozoides, esta consulta deve ser antecipada. “Quanto mais cedo o problema for identificado e tratado, maiores serão as chances de sucesso”, afirma.

Nos casos de infertilidade previamente identificados, a ginecologista informa que os procedimentos na área de reprodução humana devem ser realizados no início da vida reprodutiva do casal, de preferência antes dos 30 anos, período em que a reserva ovariana é melhor, assegurando melhores resultados.

APENAS UM DESAFIO

“O diagnóstico de infertilidade não significa impossibilidade definitiva de ter filhos. É apenas um desafio a ser vencido com a ajuda da medicina”, afirma a ginecologista.

Segundo estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), aproximadamente 20% dos casais tem algum problema de infertilidade. De acordo com pesquisas, 30% dos problemas de infertilidade são das mulheres, 30% são dos homens, 30% dos dois e 10% são sem causa aparente.

A equipe do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba está preparada para fazer o diagnóstico e indicar o tratamento adequado para cada caso.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

 


DRA. MILENA ELISA GOES DIAS SILVA

Ginecologista | CRM/SP 141.626

• Formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
• Pós-graduação em infertilidade e reprodução humana pela Faculdade de Ciências médicas da Santa Casa de São Paulo/Projeto Alfa