17 de junho de 2016

Fertilidade pode ser preservada com ajuda da corrida

Estimular a prática da atividade física, grande aliada na preservação da fertilidade, é um dos objetivos da Corrida Fertilidade, realizada anualmente em Piracicaba. Este ano, a 2ª Corrida, em prol do Instituto de Reprodução Humana Geração, com apoio do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, reuniu mais de 450 atletas. O valor arrecadado com as inscrições proporcionou tratamento em reprodução humana a um casal de baixa renda.

O sucesso da corrida motivou os organizadores a reservar a data para a próxima edição. A 3ª Corrida da Fertilidade será no dia 5 de março do ano que vem.

O médico Paulo Padovani, diretor do Instituto Geração, informa que a atividade física contribui para a qualidade de vida de homens e mulheres, colaborando com a preservação da fertilidade.

Estudos da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (American Society for Reproductive Medicine –ASRM) demonstraram que atividade física moderada como caminhadas e corridas leves auxilia mulheres a engravidarem mais rapidamente. “A prática de atividades físicas ajuda na obtenção de índice de massa corpórea (IMC) adequado. Mulheres acima do peso podem apresentar ciclos menstruais anormais e aumento dos níveis de estrógenos, hormônios que regulam o ciclo menstrual, fatores que interferem na fertilidade”, afirma Padovani.

A 2ª Corrida da Fertilidade contou com patrocínio da Prescrita Medicamentos, Oncoprod e SAR e apoio do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, Escola de Mães “Professora Branca Motta de Toledo Sachs”, Lions Piracicaba Leste, Santa Casa de Piracicaba, Jornal de Piracicaba, Drogal, Droga Raia, Unimed e Prefeitura de Piracicaba. A organização foi da Chelso Sports e a cronometragem da Aplauda.

BENEFICENTE – O programa Paternidade Responsável foi lançado pelo Instituto de Reprodução Humana Geração em 2013, com o objetivo de oferecer tratamento para casais de baixa renda que desejam ter um filho e não conseguem por métodos naturais. Idealizado por um grupo de médicos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, o programa já atendeu 11 casais.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação