4 de abril de 2016

Tratamentos realizados no Centro de Reprodução Humana podem ser deduzidos do Imposto de Renda

Os tratamentos realizados no Centro de Reprodução Humana de Piracicaba podem ser deduzidos do Imposto de Renda. A informação é dos diretores administrativos do Centro, Ernesto Valvano e Paulo Padovani. Segundo eles, grande parte dos tratamentos pode ser considerada de forma integral graças ao programa de Home Care adotado há alguns anos pela clínica.

“A partir do momento que passamos a ter Home Care, compramos a medicação utilizada com os pacientes diretamente da fábrica”, explicam os diretores. “Além de reduzir custos para o paciente, a prática possibilita que todo o tratamento seja deduzido no Imposto de Renda, trazendo o benefício tributário”, acrescentam.

Os procedimentos, devidamente comprovados, são dedutíveis na declaração da paciente do tratamento médico ou do cônjuge, caso a mulher conste como dependente do mesmo.

COMO DECLARAR

Para serem deduzidos do Imposto de Renda, os pagamentos devem estar especificados na declaração. De acordo com informações do site da Receita Federal, devem ser declarados na ficha Pagamentos Efetuados da Declaração de Ajuste Anual, e comprovados, quando requisitado, com documentos originais que indiquem o nome, endereço e número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) de quem os recebeu.

Na falta de documentação, a comprovação pode ser feita com a indicação de cheque nominativo com que foi efetuado o pagamento, segundo o site da Receita.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

DR. ERNESTO VALVANO
Ginecologista | CRM/SP 48.716

• Formado pela Faculdade de Medicina São José do Rio Preto
• Especialista em ginecologia obstetrícia
• Pós-graduado em Reprodução Humana