10 de março de 2016

Veterano das corridas sobe ao pódio aos 83 anos

Ele é um veterano nas corridas e, no dia 6 de março, subiu ao pódio para bater mais um recorde: 5 quilômetros aos 83 anos de idade. O comerciante aposentado Antonio Carlos Bicheiro participou da 2ª Corrida da Fertilidade de Piracicaba, realizada no bairro Nova Piracicaba, em prol do Instituto de Reprodução Humana Geração.

Antonio Bicheiro tem uma história e tanto nas pistas. Maratonista, começou sua participação em competições em 1964, na São Silvestre, em São Paulo. Desde então perdeu a conta de quantas medalhas e troféus ganhou. Mas não esquece a satisfação de ter participado de cada uma das provas.

A aposentadoria como maratonista chegou aos 80 anos, em 2012, decretada por ele próprio. Mas a participação em corridas continua em pauta. Antonio tem agenda cheia até o meio do ano: provas em Tietê, Americana e Botucatu, onde vai representar Piracicaba nos Jogos Regionais do Idoso (JORI), que acontecem no final de março. “Correr é um vício, uma doença”, brinca.

Para garantir o fôlego, o aposentado, que mora em Piracicaba desde 1965, treina três vezes por semana. Para essa prova, especificamente, os treinos ficaram prejudicados pelo mau tempo da semana passada e por um ferimento no pé.

“Quando eu era mais novo e participava de maratonas em todo o país, treinava praticamente todos os dias”, diz ele, que já participou de competições em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba (PR), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e até em Figueira de Castelo Rodrigo, em Portugal, país onde nasceu e viveu até os 19 anos de idade.

A esposa e fiel escudeira, Maria Ofélia Fonseca Bicheiro, de 80 anos, fica na torcida e acompanha o marido em todas as provas. “Estamos casados há 56 anos e juramos estar juntos em todos os momentos. Assim temos feito, em todos os momentos e também em todas as corridas”, brinca.

BENEFICENTE – A prova da qual Bicheiro participou, a 2ª Corrida da Fertilidade de Piracicaba, foi realizada em prol do Instituto de Reprodução Humana Geração, com apoio do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, e contou com a participação de 450 atletas. Para o presidente do Instituto de Reprodução Humana Geração e diretor do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, Paulo Padovani, o volume de participantes, que dobrou em relação ao ano passado, consolida a importância da prova. “Além do caráter beneficente, a corrida foi idealizada para divulgar a importância da prática da atividade física, grande aliada na preservação da fertilidade”, afirma.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

DR. PAULO ARTHUR MACHADO PADOVANI
Ginecologista | CRM 39.536

• Formado pela Faculdade de Medicina de Jundiaí
• Pós-graduado lato-sensu pela Faculdade de Medicina de Jundiaí e Associação Instituto Sapientiae
• Especialista em ginecologia e obstetrícia, e habilitação em laparoscopia
• Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida
• Possui título de Capacitação em Reprodução Assistida emitido pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida