9 de julho de 2015

Tratamentos ajudam homem a ter filhos

Já se foi o tempo em que o casal encarava a infertilidade como um problema apenas feminino. A medicina demonstrou que tanto homens quanto mulheres devem buscar ajuda quando não conseguem ter filhos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a infertilidade atinge 20% dos casais.

“A infertilidade é definida como a incapacidade de um casal em idade reprodutiva engravidar dentro de um ano, mantendo relações sexuais ao menos seis vezes por mês sem uso de contraceptivos. A partir dessas informações, os médicos podem ajudar o casal a descobrir a causa dessa infertilidade e as formas de resolvê-la”, diz o médico urologista Gustavo Borges, da equipe do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba.

Quando um casal apresenta dificuldade para ter filhos, a investigação deve ser feita tanto na mulher quanto no homem. “Hoje sabemos que a chance da mulher ou do homem terem problemas de infertilidade é a mesma; o conceito de que a mulher é a principal responsável pela infertilidade está totalmente errado”, alerta Gustavo Borges, destacando: “A infertilidade masculina pode ser tratada na maioria dos casos e de maneira alguma significa impossibilidade definitiva de ter filhos. Se o tratamento clínico ou cirúrgico não obtiver sucesso, as técnicas de reprodução assistida podem resolver a maioria dos casos (inseminação artificial e a fertilização in vitro). Com um diagnóstico bem feito, fundamental para a escolha do método, existem vários tratamentos para superar essa dificuldade”.

ESPERMOGRAMA É PONTO DE PARTIDA

Para tratar a infertilidade masculina, é muito importante começar pelo diagnóstico correto. Um bom exame físico e o espermograma são o ponto de partida para os tratamentos disponíveis. Há tratamentos cirúrgicos (para a varicocele, por exemplo), tratamento clínico para disfunções hormonais ou infecções seminais, e as técnicas de reprodução assistida, disponíveis no Centro de Reprodução Humana de Piracicaba.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal/Marisa Massiarelli Setto – Toda Mídia Comunicação

 


DR. GUSTAVO DE MENDONÇA BORGES

Urologista | CRM/SP 94.121

• Formado pela Faculdade de Ciências Médicas Unicamp
• Pós-graduado em reprodução assistida
• Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia