11 de junho de 2015

Instituto Geração faz a seleção de casais

Uma equipe multidisciplinar já iniciou a triagem e seleção dos 130 casais que se inscreveram no Projeto Paternidade Responsável, do Instituto de Reprodução Humana Geração, de Piracicaba. O projeto vai selecionar dez casais de baixa renda para a realização de tratamentos gratuitos de reprodução assistida.

Segundo o médico Paulo Arthur Machado Padovani, diretor do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba e presidente do Instituto Geração, a seleção das pacientes será feita com a supervisão de médicos qualificados e especialistas em reprodução assistida. Serão considerados, além da renda, critérios técnicos como idade, tempo de infertilidade e tipo de patologia. No mês de dezembro, serão convocados os casais selecionados.

“Nosso intuito é atender especialmente mulheres com risco de perda de fertilidade em função de doenças crônicas e casais inférteis que dificilmente teriam acesso a tratamentos de alta complexidade e custo em medicina reprodutiva”, diz o médico.

Serão garantidos instrução e suporte a estes pacientes mediante apoio multidisciplinar, oferecimento de palestras e cursos sobre planejamento e orientação familiar, segurança alimentar e nutricional e desenvolvimento infantil, atendimento psicológico e médico.

Essa primeira etapa do projeto será totalmente custeada pelo Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, mas segundo o diretor, o Instituto Geração já foi procurado por empresários interessados em parcerias, o que sinaliza com a possibilidade da ampliação do projeto e atendimento de mais casais.

Segundo Paulo Padovani, existem várias formas de se tornar um apoiador do Instituto Geração e viabilizar a ampliação desse atendimento. Uma delas é por meio da destinação do imposto de renda, feito por empresas que fazem o recolhimento por lucro real. O outro é por meio das promoções que o instituto vai realizar.

PROJETO – O Instituto de Reprodução Humana Geração lançou, dia 24 de outubro, o programa Paternidade Responsável, que oferece, de forma gratuita, tratamento para casais que desejam ter um filho e não conseguem por métodos naturais. O ineditismo do programa é estar ligado a um projeto de acompanhamento das crianças até a idade pré-escolar.

Idealizado por um grupo de médicos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, em parceria com a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba, o Lions Clube de Piracicaba Leste e a Escola de Mães “Professora Branca Motta de Toledo Sachs”, o programa começa no formato de projeto-piloto. Mas a proposta real é ampliar o atendimento a todos os casais interessados e que se enquadrem na triagem socioeconômica. Para isso, o instituto busca parceiros.

Todo o programa é desenvolvido e coordenado pelo Instituto de Reprodução Humana Geração, uma associação sem fins lucrativos, que foi certificada em 2012 como Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) junto ao Ministério da Justiça.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal e Marisa Massiarelli Setto/Toda Mídia Comunicação

 

DR. PAULO ARTHUR MACHADO PADOVANI
Ginecologista | CRM 39.536

• Formado pela Faculdade de Medicina de Jundiaí
• Pós-graduado lato-sensu pela Faculdade de Medicina de Jundiaí e Associação Instituto Sapientiae
• Especialista em ginecologia e obstetrícia, e habilitação em laparoscopia
• Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida
• Possui título de Capacitação em Reprodução Assistida emitido pela Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida