22 de janeiro de 2014

Mulheres comemoram dia correndo

Nem a chuva da manhã do dia 8 de março tirou o ânimo das mulheres que, junto com os maridos, namorados, amigos ou filhos, decidiram comemorar o seu dia na avenida Cruzeiro do Sul, em Piracicaba, de uma forma muito especial: correndo. A 1ª Corrida da Fertilidade, realizada pelo Instituto de Reprodução Humana Geração e pela Aplauda, teve monitoramento de desempenho por meio de aplicativo, tanto para os que optaram pela corrida, como pela caminhada, e deve integrar o calendário oficial de provas da cidade.

“Corro sempre na área de lazer e não podia ficar fora dessa prova. Passo o dia todo no hospital e, por isso, na minha vida, o esporte traz benefícios mental e físico”, diz Graceli Cristina Maia Clemente, 35, técnica de enfermagem. Ela ressalta que incentiva as duas filhas, de 15 e de 11 anos, a também praticarem atividades físicas.

Vera Valvano, 60, também estava na corrida. “Desde os 15 anos, pratico muito esporte; participo de algumas corridas e fiz questão de vir nesta Corrida Fertilidade, realizada especialmente no Dia da Mulher”, declara, informando que os filhos, de 31 e 27 anos, também se tornaram adeptos do esporte.

O prefeito Gabriel Ferrato destacou a importância do evento, principalmente no Dia Internacional da Mulher. “A corrida é um momento de coesão social importante e acaba valorizando esse espaço de preservação permanente da cidade, além de ser uma homenagem às mulheres, que merecem todo o nosso respeito e nossa consideração”, afirma.

O médico Paulo Padovani, diretor do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba e do Instituto Geração, disse que essa primeira edição da prova superou as expectativas dos organizadores, que aproveitaram todo o período de divulgação para trabalhar a relação entre qualidade de vida e a preservação da fertilidade. “Afinal de contas, nossa meta é auxiliar casais a superar problemas de infertilidade e, na condição de médicos, disseminar conceitos sobre vida saudável”, diz.

A 1ª Corrida da Fertilidade contou com apoio do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba, Escola de Mães de Piracicaba, Lions Piracicaba Leste, Santa Casa de Piracicaba, IUP (Instituto de Urologia de Piracicaba), Farmácia Proderma, Unimed e Prefeitura de Piracicaba, através da Semuttran e da Selam.

BENEFICENTE – O Instituto de Reprodução Humana Geração foi criado por um grupo de médicos do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba e de voluntários de outras áreas com o objetivo de realizar o sonho de casais que precisam de tratamento para ter filhos e não contam com recursos.

Em 2013, lançou, em parceria com a Escola de Mães “Professora Branca Motta de Toledo Sachs”, a Santa Casa de Misericórdia e o Lions Piracicaba Leste, o programa Paternidade Responsável, para oferecer tratamento para casais de baixa renda que desejam ter um filho e não conseguem por métodos naturais. O ineditismo do programa é estar ligado a um projeto de acompanhamento das crianças até a idade pré-escolar. Uma das formas de colaborar com o programa é participar de promoções realizadas pelo Instituto, como esta corrida.

Jornalistas responsáveis: Flávia Paschoal e Marisa Massiarelli Setto/Toda Mídia Comunicação